sexta-feira, 28 de julho de 2017

Entrevista com Danilo Modolo, do canal TokuDoc

Danilo fala sobre seu primeiro livro (Foto: Divulgação/TokuDoc)

Em agosto será publicado pela Editora Estronho o livro Ultraman, escrito por Danilo Modolo, do canal TokuDoc. O comunicador está há cerca de 3 anos e meio falando sobre tokusatsu, trazendo um excelente conteúdo que aborda o universo dos monstros de borracha. O lançamento vem para agregar informações sobre uma das mais importantes séries do gênero. Uma fonte imprescindível - e obrigatória - para quem quer se aprofundar mais e entender como o tokusatsu é e funciona desde sempre.

Este será o primeiro livro brasileiro inteiramente dedicado ao herói gigante vindo da Nebulosa M-78. Danilo irá contar no livro a história por trás do clássico da TV, desde o surgimento do programa até os bastidores. As obras que surgiram pela influência de Ultraman também estarão presentes. Como exclusividade, o livro terá entrevistas com os dubladores brasileiros da série japonesa. Presentão para os fãs.

Danilo é de Piracicaba, São Paulo, e atualmente mora em Madri, capital da Espanha. De lá ele produz conteúdos voltados exclusivamente sobre tokusatsue carregados de informações, curiosidades, além de derrubar mitos e lendas urbanas. Ele é formado em rádio e televisão e já passou por diversas mídias. Já foi integrante de uma banda espacializada em hits de sucesso dos anos 80. O TokuDoc começou inicialmente como documentário sobre as séries e filmes do gênero. Hoje funciona como uma revista dinâmica sobre tokusatsu.

Danilo é amigo do Blog Daileon há cerca de dois anos e por aqui batemos um papo (com cafezinho e tudo) sobre seu mais novo lançamento e também sobre o seu canal no YouTube.


Ultraman e Alien Baltan na capa do livro
(Foto: Divulgação/Editora Estronho)
Blog Daileon: O que o levou a escrever um livro sobre Ultraman?

Danilo: O destino me deu essa missão totalmente sem querer. A editora que me convidou está colocando no mercado uma coleção com a temática de séries antigas (como Hulk dos anos 70, Perdidos no Espaço, Além da Imaginação). Entre eu e a editora havia um amigo escritor, que soube do TokuDoc e me convidou a escrever, apostando no trabalho, graças aos conteúdos criados pro canal. Foi um desafio e tanto, pois é minha primeira obra impressa e também o primeiro livro brasileiro sobre um herói de tokusatsu.

Blog Daileon: Quais conteúdos iremos encontrar neste lançamento?

Danilo: Me preocupei em escrever para atingir e agradar a todos. É um livro para leigos, fãs e fanáticos. Quem está conhecendo o herói agora, vai gostar. Quem acompanha desde sempre, vai saber algo mais. Quem só viu na época que passou na TV, vai saber mais e se atualizar. Tem desde o guia de episódios, até a relação de cada monstro e as inspirações para criá-los. Entrevista com os envolvidos com a série no Brasil e datas específicas de estréia, incluindo as inéditas e exclusivas ocorridas na TV brasileira, que foi uma das partes mais difíceis e penosas do material. Além do prefácio escrito pelo Alexandre Nagado.

Blog Daileon: Quando foi o seu primeiro contato com a série clássica e quais suas lembranças?

Danilo: Me lembro de ver gigantes contra monstros na extinta TV Pow, no SBT. Mas era tão novo que não aciona uma memória tão afetiva. Mas Ultraman está em todos os cantos. Qualquer produção, de qualquer país, qualquer blockbuster hollywoodiano tem ao menos uma pequena porcentagem de influência de Ultraman e suas maquetes ou fantasias. Muitos tem contato com as influências e referências que ele deixou, mesmo sem saber que vem dali.

Blog Daileon: Além do primeiro Ultraman, quais são suas séries favoritas da franquia Ultra?

Danilo: Seven é maravilhoso e deixou um legado importantíssimo, dentro e fora da franquia. Gosto do Mebius, do Ace, o proprio Orb, que é mais atual e virou "do avesso" o que se espera de uma série Ultra, mesmo mantendo tudo que precisa pra fazer parte da família. Enfim, falar de um é injustiça, eles são gigantes e não cabem dentro de uma simples opinião.

Ultra Seven, um clássico atemporal da Tsuburaya que completa cinco décadas em 2017

Blog Daileon: Cite algum momento marcante de Ultraman e porquê.

Danilo: Mas importante que ser convidado a escrever um livro sobre ele? Conhecer pessoas que gostam também e hoje são meus amigos.

Blog Daileon: Ultraman é considerado um cult do tokusatsu assim como outros títulos como Jaspion, Godzilla, Spectreman, National Kid, Jiraiya, Vingadores do Espaço, Flashman, Kamen Rider Black, Robô Gigante, Metalder, etc. Existe idade ou geração certa para acompanhar bons clássicos como estes?

Danilo: De forma alguma. É livre para todos e o TokuDoc está aí pra provar isso. Há seguidores de 8 e de 80 anos. Há pessoas que conheceram tokusatsu com Ultraman, com Power Rangers, com Jaspion, com o Ultraman Tiga e tem gente chegando por conta das atuais. As portas estão abertas para todos que querem se aproximar. Aliás, a séries de tokusatsu nos ensinam isso, sempre.

Blog Daileon: Em 2016, Ultraman completou 50 anos de sua estreia na TV japonesa e continua atravessando gerações. Pra você, qual a importância do gigante prateado na história do tokusatsu?

Danilo: Toda, igual já comentei nas respostas anteriores. A influência é tamanha que perdura a tanto tempo que são pouquíssimas as séries que ainda se mantém na ativa depois de décadas e atravessando gerações, se reinventando e reaprendendo consigo mesma. Cito dois exemplos claros: Jaspion e Changeman são cultuados no Brasil como "as melhores series", mas sem Ultraman e Ultra Seven elas não seriam metade do que são pela quantidade de referências e inspirações que há na criação.

Blog Daileon: Baltan ou Zetton? Qual destes vilões da série clássica você mais curte?

Danilo: Tenho que escolher algum do mal? Fico com Pigmon que é feio, mas poderia ser criado como um membro da família. Ahahahaha!

Blog Daileon: Nestes 3 anos, o TokuDoc se tornou uma referência tanto pra quem curte clássicos quanto para quem acompanha novas/recentes produções do tokusatsu. O que se deve o sucesso do canal até hoje?

Danilo: Além do diferencial pela abordagem, creio que o fator sinceridade ajuda. Faço porque gosto de fazer e falar sobre o assunto. E claro, o pessoal que segue passa um feedback positivo e me guia no melhor caminho. O TokuDoc não foi criado para fama própria, mas sim valorizar o tema no Brasil e elevar outra vez ao "mainstream", aproveitando a força da internet. O tokusatsu há 30 anos esta(va) guardado como peça de museu. Então, o foco, antes de tudo, é provar que o tokusatsu tem força e pode ser sempre valorizado.

Blog Daileon: Ultraman Geed, a mais nova série da franquia Ultra, estreou recentemente. Quais são suas expectativas para o semanal?

Danilo: Geed chegou com uma carga dramática e uma responsabilidade enorme antes mesmo de começar. A Tsuburaya está sabendo reinventar a franquia de uma forma assustadoramente positiva. A expectativa está a melhor possível.

Blog Daileon: Danilo, muito obrigado pela entrevista. Deixe uma mensagem para os leitores.

Danilo: O obrigado eu é quem deixo, pelo convite e pelo apoio de quem está lendo e acompanha o TokuDoc. Tudo que aconteceu até agora é porque o pessoal que gosta do tema apoia de alguma forma. Espero que também apoiem o livro, pra mostrar que o tokusatsu no Brasil não se resume apenas a nostalgia, mas que tem espaço independente da mídia usada.

O livro Ultraman, de Danilo Modolo, estará a venda em breve. Mais informações na página do site da Editora Estronho. Danilo estará em agosto aqui no Brasil para participar de eventos e divulgar o lançamento. Mais informações no canal TokuDoc no Youtube e nas redes sociais como Facebook e Twitter.

E ATENÇÃO! A pré-venda do livro Ultraman foi lançada nesta sexta (28). Mais informações na Loja Virtual da Editora Estronho. Aproveite!

Assista o vídeo com o anúncio oficial do livro Ultraman:

8 comentários:

  1. Respostas
    1. A pré-venda começou hoje. Acabei de atualizar o post. :)

      Excluir
  2. Acompanho o Tokudoc gosto do conteúdo mas o dono do canal poderia ser mais humilde com seus inscritos ! Ele manja do assunto! às vezes dá aquele vacilo mas acontece , normal , quem nunca errou atire a primeira pedra.... Tem outros canais que tratam de Tokusatsu onde os autores são humildes e tratam seus inscritos como amigos ! Repito ..gosto do Tokudoc sim....mas o dono tem que abaixar um pouco a bola e não deixar o estrelismo tomar conta ! Desejo boa sorte a ele e certamente comprarei o livro.... Afinal Ultraman acompanho desde o tempo da TVS..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, Livre, eu discordo da colocação. Não só acompanho o canal como também conheço o Danilo há um bom tempo. Ele trata bem sim os seus inscritos e sinceramente não vejo nenhum estrelismo da parte dele, não. Aliás, estrelismo é uma coisa que eu detesto e passo bem longe. Do contrário eu nem o convidaria para ser entrevistado aqui no blog.

      Excluir
  3. Pois é, nem vejo tanto como questão de ser amigo, mas ao menos ter um pouco de consideração. Várias vezes ele foi corrigido ou contestado e fez de conta que não viu só para não ter que admitir equívoco, como no vídeo do Marte. Sem contar que, uma época, ele se promovia como "único canal de tokusatsu no YouTube em todo o mundo", o que é uma mentira grande, já que Tokutime, Henshin Justice Unlimited, entre outros, já estão ali há muito mais tempo. Mesmo assim, o trabalho dele é legal, só precisa, como dito, dar uma baixada de bola. Sou inscrito e assisto sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jay. No começo do ano o Danilo lançou um vídeo sobre as erratas no TokuDoc e uma das menções foi sobre o vídeo do Shogo Shiotani. Lá ele explica o que houve. Erros todo mundo comete (até eu mesmo). Sobre o canal ser o "único de tokusatsu no YouTube em todo o mundo", eu não sei qual a logística na época, uma vez que a proposta inicial era de programas em formato de documentários -- tudo em português, é claro. No Brasil não tinham canais exclusivamente dedicado ao tokusatsu no YouTube como hoje. Por aqui o TokuDoc é o pioneiro e tem inspirado outros canais. Abraços.

      Excluir
  4. Fala, César! Pude acompanhar um pouco do trabalho feito para esse livro. O Danilo é um dos maiores entusiastas que conheço quando o assunto é tokusatsu e tem sido responsável por chamar a atenção tanto para produções quanto a valorização de clássicos. Torço para que o livro consiga boas vendagens e que isso incentive mais conteúdos impressos.

    Este ano tem sido bom para o tokusatsu no Brasil e espero que melhore ainda mais!

    Parabéns pelo trabalho!
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Nagado-san! 2017 está sendo um ano bem puxado e inspirador para o tokusatsu, principalmente se tratando dos Ultras. Espero que esse ritmo não pare nos próximos anos e continue de alguma forma. O livro sobre Ultraman é uma grata surpresa e era o que faltava, em meio ao combalido apelo à geração Manchete. Gosto do trabalho do Danilo e torço pelo sucesso, tanto no canal quanto nas vendagens do livro Ultraman. Abraços!

      Excluir