segunda-feira, 31 de março de 2014

BOMBA!!! Próxima temporada de Malhação deve misturar elementos de Glee e de Power Rangers


Segundo informações do site Coisas de Novela, a próxima temporada de Malhação -- que deve começar depois da Copa -- deverá misturar elementos de séries como Glee e Power Rangers! Você não leu errado. Quando não se esperava nada de uma novela que passa os mesmos lenga-lengas e ensina o que não presta para os adolescentes (que não tem com o que se entreter), a Globo resolveu apostar numa fórmula bastante duvidosa.

A razão pra isso é que na trama a seguir terá mais uma vez uma escola de artes marciais e que nela haveria coreografias parecidas com a do enlatado americano fabricado na terra do sol nascente.

Cá pra nós, que fosse usado elementos de Glee, isso não seria uma menor surpresa. Uma vez que ambas as séries são chatas e abordam assuntos sobre amores mal acabados, depressão, virgindade perdida e uma porção de coisas fúteis. Agora, misturar com Power Rangers? Isso nos lembra que a Globo já fez algo parecido em 2001 com Cavaleiros do Futuro no extinto infantil Bambuluá. Não vamos longe, A trilogia Mutantes (Caminhos do Coração; Os Mutantes; Promessas de Amor) provou que a dramaturgia brasileira está há anos luz longe de chegar aos pés de superproduções estrangeiras.

Algo bizarro pode chegar nos fins de tarde dos "reclames do plim-plim". Medonho!

Com todos os acertos e erros, Saint Seiya Omega termina com dignidade


[SPOILERS]

Finalmente a série Saint Seiya Omega chegou ao fim. O derradeiro episódio não fechou com chave de ouro, mas de cabeça erguida. Isso depois de tantos altos e baixos que a série teve nestes dois anos que esteve no ar. Fãs com opiniões divididas e tal.

Pra início de papo, Kouga pode ter sido um personagem medíocre durante todas as sagas de Marte e Pallas. Mas tenho que admitir que ele lutou bravamente e me surpreendeu no final. Não posso dizer que ele se tornou uma lenda que chegue aos pés ou supere Seiya. Porém lutou destemidamente.

Alguns furos podem ser destacados como a Armadura de Omega ser destruída praticamente no início da luta contra Saturno; as lembranças de Subaru estarem "adormecidas" e querendo despertar no deus -- como o antigo Cavaleiro de Aço fosse real de fato. Mas nem isso tirou o brilho do clímax. Enfim, a despedida de Saturno lembrou ligeiramente o final do filme Dragon Ball Z: A Batalha dos Deuses.



Sobre as resoluções, achei bem coerente o despojamento de Pallas e Titan para se redimirem diante à sociedade. Harbinger se tornar o Grande Mestre e ficar todo sem jeito pra isso. (kkk) E também a partida de Kouga e Eden rumo ao encontro de suas missões. Agora, gostei mesmo foi da cena final entre Seiya e Saori. Preciso dizer mais sobre isso? ♥



domingo, 30 de março de 2014

Os Heisei Riders levaram a melhor na votação


Poxa, e não é que os Heisei Riders acabaram mesmo vencendo na votação para o final do filme Heisei Riders vs. Showa Riders: Kamen Rider Taisen feat. Super Sentai? Os Showa Riders foram quem lideraram na votação via website. Porém houve um trunfo que definiu a vitória dos heróis da nova geração: a votação por urna. Com isso, os Heisei tiveram no total 1.387.041 votos; enquanto os Showa tiveram 1.386.281 votos. Uma diferença de exatos 760 votos!

Mais resultados, você confere no blog @niventure.

sábado, 29 de março de 2014

Saiu o primeiro trailer de Kikaider Reboot

Finalmente a Toei liberou o primeiro trailer do filme Kikaider Reboot. Como o próprio título sugere, a história do Andróide Kikaider, criado pelo saudoso mangaká Shotarô Ishinomori, será recontada neste longa. O vídeo tem apenas 90 segundinhos de pura tensão e um clima totalmente sombrio nesta novíssima saga.

 

Estreia no Japão em 24 de maio.

Yumi Matsuzawa completa 40 anos; com jeitinho de menina


Hoje (29) é o aniversário de uma das cantoras japonesas que encanta, não apenas aos otakus, como também a qualquer um que pára pra ouvir sua doce voz. Yumi Matsuzawa completa hoje 40 aninhos. E com aquele ar de menina meiga.

Incrível como uma mulher chegue nessa idade sem perder a pose de princesinha. Aliás, são poucas as que tem esse privilégio, por mais que cheguem a maturidade. É assim que uma das damas dos animesongs cativou o público. Com a música "Chikiyugi" (tema da saga de Hades em Os Cavaleiros do Zodíaco), inspira corações apaixonados. Sempre que vem a algum país da America Latina, especialmente ao Brasil, deixa rastros de ternura e simpatia.

Sua performance no palco é sem igual. Semelhante a um canto de uma sereia e um contemplar angelical. E sempre que volta ao Japão, deixa uma saudade imensa. Não uma saudade qualquer, mas aquela da qual passou uma doce e tenra miragem e deixa uma esperançosa paz brotada no peito.

E pensar que Yumi um dia poderia ser uma lutadora de boxe. Se ela seguisse essa carreira, seria uma deusa refinada de punhos firmes. Mas ali não era o seu lugar. A música é a sua verdadeira vocação. Hoje ela é mãe de três filhos. Mesmo assim, ela continua com uma doçura como de uma bela garota colegial. Sua serena jovialidade embeleza ainda mais a sua serenidade. Ai, são tantos os adjetivos que eu poderia descrever sobre Yumi, mas acho que nem um dicionário romântico teria um adjetivo ideal que pudesse expressar a minha admiração por ela que tornou-se uma eterna musa dos sonhos.

Ainda sonho em ouvir a Yumi cantar algum tema de tokusatsu. Quem sabe algum dia. :)

PS: Eu a conheci pessoalmente no SANA Fest 2011. Infelizmente, em 2008, só pude assistir aos dois shows dela na edição de julho, mas não consegui falar com ela. Então tive que esperar dois anos e meio para vê-la pessoalmente. Eu e minha irmã fizemos um desenho para ela e a mesma ficou muito feliz. Até chegou a postar em seu blog pessoal. Acho que mais feliz estava eu por estar ao lado da minha amada musa. () Enfim, essa foi uma das melhores fotos que tirei na vida. Já postei e falei sobre isso aqui, mas não custa nada relembrar. Espero vê-la mais uma vez pessoalmente.



sexta-feira, 28 de março de 2014

Ultra Hawaii

Pense numa vizinhança, digo, numa família que foi para uma das terras paradisíacas do planeta para tirar férias. Então, a Família Ultra foi para nada mais e nada menos que o Havaí. Isso para divulgar um convite de uma Agência de Turismo do local. Tarô, Father e Mother foram para lá e gravaram um vídeo. Isso daria um baita dum reality show, concordam? Aloha!

Um novo Ultra a caminho! Victory


Foi divulgada em uma publicação a imagem do novo membro da Família Ultra: Ultraman Victory. Em algumas partes da silhueta da foto, mostram que o personagem possui "V"s em sua testa, braços e pernas. Não se sabe ainda se o herói terá uma série própria ou se estrelará apenas um filme. Mais informações em breve.

Meus tokusatsus favoritos

Acho que passei um tempinho sem falar sobre o legítimo tokusatsu. É um gênero que gosto muito e que quero gastar mais assunto e fazer jus ao nome do blog -- embora seja de cultura pop em geral. ;) Neste post vou falar sobre as 10 séries de tokusatsu que mais curti até o momento a razão de cada uma.



1) Metalder (1987): Infelizmente nunca consegui assistir a esta série quando passou na Bandeirantes. Até então só conhecia por cromos dos álbuns de figurinhas do Spielvan. Somente em 2007 é que eu pude acompanhar este maravilhoso seriado. O programa tem um tom dramático até a gota, e isso é o ponto que me atraiu. O final é uma das coisas mais bonitas que eu já vi em uma produção japonesa. Algo indescritível!



2) Kamen Rider Black (1987): Foi uma série que fez muito minha cabeça na infância. Até hoje tenho o Black como referência dos Showa Riders (sem desconsiderar os veteranos). Gosto também pelo tom "dark" do enredo que dosa muito bem ação, drama e suspense. Embora o Shadow Moon seja o que é hoje (um saco de pancadas), gosto da sua postura de vilão e foi um dos melhores de sua época. Enfim, o Black teve a estreia com o roteiro bastante denso. Não é a toa que foi bastante aclamado quando lançado originalmente em outubro de 1987.



3) Ultraman Tiga (1996): Falo sem medo, mas tenho o Tiga como "o Black da Família Ultra". Isso porque a série quase me fez chorar em vários episódios, que por sinal teve elementos equivalentes da série citada acima. Claro, da maneira da concepção Ultra. É uma série que tinha tudo pra ser um clássico e merecia uma terceira chance no Brasil e ter uma justa atenção redobrada. Né, Doooona Eliana?!



4) Jetman (1991): Outro Super Sentai como Jetman não haverá jamais na história. Foi um momento único da franquia dos esquadrões que, além de ter o público infantil como garantia, chamou atenção de jovens e adultos. O romance foi o ponto alto da trama como jamais foi e talvez jamais seja tocado em alguma outra série do gênero do mesmo jeito que foi com o Choujin Sentai. Ah, eu brinco ao dizer que o Gai Yuuki/Black Condor é o "Jece Valadão" dos Super Sentais. Foi grande personagem.



5) Dairanger (1993): Um sentai frenético e eletrizante. Desde as coreografias dos heróis até as sagas individuais dos mesmos, foi um sentai que soube encaixar a trama com boas pitadas de comédia. Se não fosse pela Saban, Dairanger talvez poderia ter feito um sucesso similar ao de Changeman. Alucinante!



6) Kamen Rider W (Double) (2009): Dentre os Heisei Riders, esse é o meu favorito. Confesso que achei estranho quando vi os primeiros vídeos antes da estreia, mas durante o tempo em que esteve no ar percebi o quanto a série era detalhista. Até num simples episódio isolado era acrescentado algo. Fora que é cheio de personagens cativantes.



7) Akibraranger (2012): A melhor série feita pela Toei. (rsrs) Dizer que é paródia é pouco. É uma homenagem bem humorada aos Super Sentais. O final da primeira temporada foi surpreendente e algo jamais ousado em um tokusatsu. Nobuo Akagi, o Akiba Red, é o rei dos otakus!



8) Gokaiger (2011): Outra série que homenageou os Sentais e procurou seguir a fidelidade de linha de cada um. Gosto muito dos piratas, principalmente da Ahim (interpretada pela Yui Koike). Já nos filmes, Gokaiger vs. Gavan foi algo acima do épico. Gokaiger foi perfeito do jeito que foi e até hoje deixa saudades.



9) Jiraiya (1988): Na minha infância, não era a minha favorita. Mas na minha adolescência, nas reprises da Manchete/TV! entre 1998 e 99, passei a dar mais valor as histórias. Toha Yamashi é um bom personagem que tem um referencial pela sua determinação como aprendiz da arte ninja. O seriado tem um clima de família e tocou em pontos sobre o dia a dia da rotina dos cidadãos japoneses na década de 80. Confesso aqui que meu sonho é conhecer o ator Takumi Tsutsui pessoalmente. Sobre a dublagem, considero com um teor clássico semelhante ao do Chaves. Do tipo que você assiste várias vezes, não se enjoa, e tá na ponta da língua toda vez que vê. Destaque para o Gilberto Baroli na voz do terrível Dokussai. Por que será, hein?



10) Jaspion (1985): Uma história que deveria ser apenas no espaço, mas a aventura tinha que ser na Terra. Jaspion é uma série bacana e é garantia certa de diversão. Foi um tokusatsu que mostrou que não precisa ter grandes efeitos especiais pra se contar uma boa história. A despretensão foi algo que marcou os bastidores do programa. Apesar dos improvisos, Jaspion conquista gerações com histórias que referem elementos de sci-fi (como Star Trek e Star Wars) e até do cristianismo.

E pra você, quais são os tokusatsus que marcaram sua vida? Diz aí!

quinta-feira, 27 de março de 2014

Kurumada nos bastidores de Saint Seiya


Outro dia eu estava com os amigos do Grupo Henshin Gattai  e estávamos lendo os depoimentos de Masami Kurumada na época em que trabalhava na produção do mangá de Os Cavaleiros do Zodíaco. Kurumada descreve de forma bem humorada a sua correria para publicar as edições semanais da Weekly Shonen Jump.


"Dentre os mangakás, há aqueles respeitam rigorosamente os prazos da revista semanal que ficam numa corrida até o último segundo do fechamento. Os últimos são mangakás perigosos que sempre estão a poucas horas do famoso "a obra de XXXXX não será publicado na edição desta semana por motivos de saúde". Não que eu me orgulhe disso, mas o Masami aqui disputa um dos primeiros lugares na já acirrada entre esses "mangakás perigosos". Toda semana quando o prazo se aproxima, eu grito assim: "Pare, tempo...!!""

(Publicado originalmente no vol. 7 japonês em 1987)


"Por conta da vez em que joguei o Game & Watch por mais de 24 Horas seguidas, de tanto que fiquei viciado, prometi que não iria me atrever a tocar no Famicom. Só que outro dia, o pessoal da Bandai me trouxe o tal do "Saint Seiya Ougon Densetsu". E assim por começo do fim, desde então não consigo parar de apertar os botões, o meu dedão inflamou, a pele da minha bunda começou a descascar de tanto ficar sentado e queimei todo o meu cosmo na batalha contra o grande mestre. Ah nããão!!"

(Publicado originalmente no vol. 8 japonês em 1988)


"Entre os meus fãs das antigas, cresceu o número de pessoas que são maiores de idade, se casaram e tiveram filhos. Daí, ultimamente, tenho recebido algumas cartas que dizem que a pessoa nomeou o próprio filho de Seiya! "Seiya"... modéstia a parte, eu acho um nome muito bonito. Para que as crianças tenham orgulho de serem chamados por esse nome, continuarei dando o meu máximo em "Saint Seiya"!!"

(Publicado originalmente no vol. 9 japonês em 1988)


"A criação de um mangá é sempre uma batalha consigo mesmo. O maior inimigo não é ninguém além do próprio criador. Por isso, toda semana quando o prazo se aproxima, começa uma verdadeira guerra de vida ou morte, inimaginável para os que estão de fora. É como enfiar várias pás no cérebro em busca de novas ideias. De vez em quando ouço notícias de casos de suicídio de mangakás, acredito que sejam soldados que foram derrotados na guerra. Quanto tempo irá durar a minha batalha...?"

(Publicado originalmente no vol. 10 japonês em 1988)

Créditos: Textos transcritos do Vol. 13 do mangá Os Cavaleiros do Zodíaco, publicado no Brasil pela Editora JBC.

quarta-feira, 26 de março de 2014

Hamatora chega ao fim; e continuará...


A série de animação japonesa Hamatora: The Animation terminou nesta terça (25) pela TV Tokyo. Foi um dos melhores animes que assisti na temporada de inverno, mesclando investigação e sci-fi.

O anime tem protagonistas interessantes, mas claro que quem brilhou mais foi a dupla Nice e Murasaki. O primeiro foi o que teve mais carisma dentre o grupo de investigadores. Outro que curti foi o Detetive Art, que os auxilou em vários casos e teve notório destaque no enredo. O que falar do vilão Moral? Um psicopata doentio que queria transformar a humanidade em mutantes Minimum Holders. Em alguns momentos lembrou o Berg Katse da versão Gatchaman Crowds pelo excesso de loucura. Hamatora pode não ter sido o anime mais badalado da temporada, mas garantiu boa adrenalina de ação e suspense para quem assistiu.

Para quem ainda não viu ainda o último episódio, no final tivemos o retorno de um personagem importante. O que foi estranho foi a forma de como tudo acabou, fazendo o telespectador pensar o que poderia realmente ter acontecido. Pra adiantar a felicidade de quem acompanhou o anime, após os créditos finais surge um "To Be Continued". Tal continuação deve acontecer para o ano. Tomara!

Kamen Rider Gaim chega à metade e rumos podem mudar

Gaim em sua nova forma: Kachidoki Arms

Kamen Rider Gaim está em seu melhor momento até aqui. O episódio 23, exibido pela TV Asahi neste domingo (23), foi o mais empolgante, pois acrescentou algumas mudanças que certamente vão intervir no rumo da série. Bem como a nova forma do herói principal como a aparição de um novo vilão.

[SPOILERS]

Curti a ação do novo monstro Deemushu (estreou no episódio 21), que possui uma inteligência superior ao demais Inves. Ou seja, ele é um Overlord Inves -- que fala uma língua desconhecida. Referencias ao Kuuga e Agito, obviamente. Ele enfrentou uma dura batalha contra o Kaito/Baron, que luta para mudar o mundo. Isso foi o que DJ Sagara explicou para Kota enquanto acontecia o tilintar de espadas. Pois o herói havia sofrido ao saber que o primeiro Inves que ele matou era na realidade o seu amigo Yuuya transformado. Aliás, tanto Kota quanto Sagara se destacaram neste episódio. O herói por ter seu lado humano bem explorado; e pelo locutor se mostrar como aquele que misteriosamente observa de longe a luta dos Beet Riders contra a Yggdrasill Corporation.

Novamente vemos a Garota Misteriosa em cena, dando forças ao Kota para lutar. Porém tal determinação fez com que Gaim ganhasse uma nova forma, a Kachidoki Arms. A luta foi bastante surreal e com direito a lasers do prédio da Yggdrasill chovendo por todos os lados. A luta entre Gaim e Zangetsu teve o seu ponto alto no capítulo.

O interessante foi o diálogo entre Sagara e a tal Garota Misteriosa. Foi uma acusação que criou mais interrogações sobre a moça. Parece que as coisas na série vão começar a esquentar. Mas o enredo precisa tomar um rumo menos devagar como vem sendo.

O próximo episódio de Gaim só será exibido no dia 6 de abril. Isso porque no domingo que vem (30) haverá o crossover Ressha Sentai ToQger Vs. Kamen Rider Gaim Haruyasumi Gattai Special. O especial de 1h de duração fará o encontro entre o Sentai e o Rider da atualidade, além da participação dos Riders veteranos 1-gô, 2-gô e V3. Sem contar que Narutaki está confirmado para o negócio e terá um companheiro fantoche (!). Os eventos ocorrem após o filme Heisei Riders vs. Showa Riders: Kamen Rider Taisen feat. Super Sentai, que estreia no sábado que vem -- 29 de março -- no Japão.


Deemushu pode dar dor de
cabeça aos Beet Riders

terça-feira, 25 de março de 2014

Imagens dos novos sets de 24 Horas

Na notícia anterior você conferiu os novos materiais de divulgação de 24 Horas: Viva um Novo Dia. Você confere a seguir sete imagens do novo set de gravações. Segundo o designer de produção Jonathan Lee, “Evan Katz e Manny Coto (produtores) queriam sentir como se estivessem mesmo na Grã-Bretanha. Eles queriam sentir o clima britânico sempre que possível.” Os constastes dos ambientes foram necessários, para que o público se localize melhor. Lee se inspirou em temporadas passadas de 24 Horas, além de filmes como Três Dias do Condor (1975) e Assassinato em Gosford Park (2001) para compor os novos cenários. Conheça-os antes da grande estreia em maio.

Sala do Chefe de Gabinete

Mesa de Chloe

Logo da CIA

Escritório do Presidente

CIA

CIA

State Room

Novos pôster e trailer de 24 Horas: Viva um Novo Dia

A Fox liberou um novo pôster de 24 Horas: Viva um Novo Dia. Na imagem vemos uma cena que já vimos nos primeiros vídeos da "nova temporada", onde Jack Bauer ajuda sua fiel escudeira Chloe O'Brian após um bombardeio em Londres e saca uma arma aos gritos. Abaixo da imagem você confere também o novo trailer desta eletrizante continuação que começa em 5 de maio nos EUA e em 6 de maio no Brasil.



Votação de Kamen Riders é encerrada

Heisei ou Showa?

Desde o dia 8 de fevereiro a Toei abriu uma enquete no site oficial do filme Heisei Riders vs. Showa Riders: Kamen Rider Taisen feat. Super Sentai para saber, na opinião dos espectadores, sobre quem deveria vencer no final do filme. Os Riders da era Showa (1-gô ao J) ou os da era Heisei (Kuuga ao Gaim).

A votação terminou nesta terça (25) e o resultado será apresentado a partir de sábado, 29 de março, quando o filme estreia nos cinemas japoneses. O curioso dessa pesquisa foi que no início o favorito era a vitória dos Riders da nova geração, que vinha vencendo. Porém, os veteranos deram uma virada e seguraram o resultado em empate técnico. É aguardar pra ver.



The Rookie, a web série derivada de 24 Horas

Em 2007, embalada com o recorde de audiência da quinta temporada de 24 Horas, a Fox lançara juntamente com a sexta temporada uma web série que seria o seu spin off. The Rookie nos apresenta um agente novato na CTU. Jason Blaine (coincidentemente ou não, tem as mesmas iniciais de Jack Bauer) é um agente novato na unidade. Confira agora sobre esta minissérie de apenas três temporadas que mostrou em curto-período a evolução de um jovem de cabeça fria na luta contra o terrorismo.



Entendendo a concepção de The Rookie

The Rookie é uma série que não se passa em tempo real, assim como na série original (24 Horas). A diferença também está no formato de período, de episódios e de duração. Pra entender melhor, cada temporada possui seu dia específico (Dias 1, 2 e 3) e um subtítulo. Dentre esses dias, há um curto período de tempo para Blaine resolver os casos. No momentos "The following takes place between..." e "Previously on..." as descrições são narradas pelo ator Jeremy Ray Valdez (o intérprete de Blaine na série).

Segue um resumo de quais foram estes "dias":


[SPOILERS]



Day 1: Coffee Run
# de episódios: 3
Exibição original: 15 a 29 de janeiro de 2007
Período: 9:12 a.m.-9:35 a.m.

O primeiro episódio nos apresenta o novo recruta da CTU Jason Blaine investigando junto com a sua superiora Angie Lawson, na sede de Los Angeles, sobre um terrorista muçulmano. O clima torna-se atípico quando o vice diretor da CTU Alton Maxwell o chama para comprar café (?!), pois haveria uma reunião de importância em instantes. No caminho, Jason salva uma uma velhinha e seu cão. Foi quando o recruta percebe que bandidos estão para armar um assalto a um banco. Jason tenta impedir o crime, o que consegue sozinho. Jason entrega o café a tempo para seu chefe, que nem fez ideia da sua recém façanha. (Apenas Lawson sabia da situação) No minuto final, Maxwell reclama dizendo: "Rookie, this coffee is cold." Um "24" tanto diferente, mas serviu para mostrar a destreza do novo agente.




Day 2: Mistaken Identity
# de episódios: 3
Exibição original: 26 de março a 9 de abril de 2007
Período: 2:00 p.m.-3:00 p.m.



No aguardo de mais uma missão, Jason Blaine parte para levar o PDA de seu vice-diretor Alton Maxwell, que estava em uma base militar situada no deserto. No meio do caminho, Jason atende uma ligação de um homem russo destinada a Alton. Jason corre para salvar o seu chefe que está ameaçado. Jason segue as pistas num curto período de tempo até conseguir chegar aos terroristas, antes que o avião militar seja abatido. Jason consegue cumprir suas missões. Uma coisa que ficou engraçada nisso foi a prisão dos terroristas, que foram levados por um policial que estava a cavalo.



Day 3: Extration
# de episódios: 6
Exibição original: 17 de março a 21 de abril de 2008
Período: 5:00 p.m.-6:00 p.m.





Jason Blaine na
Cidade do México
Para seguir a linha da então nova temporada (Dia 7) de 24 Horas, onde aconteceu várias mudanças, Jason Blaine e Alton Maxwell foram transferidos da recém fechada CTU de Los Angeles para o FBI de Washington, D.C.. Local onde também sediaria os futuros eventos na vida de Jack Bauer. A dupla estava em missão no México para derrubar o traficante Esteban Salazar -- que não por acaso é o irmão de Ramon e Hector Salazar, mortos no Dia 3 de 24 Horas. Durante a missão, Maxwell é sequestrado por Salazar. A aventura tem desta vez a cara de 24 Horas. Chegando a ser mais complexa, intrigante, e mostrando a evolução de Jason numa arriscada missão de campo. Paralelamente, havia também uma conspiração dentro do FBI. Um clichê muito bem herdado. Esta foi sem dúvida a melhor das temporadas da web série e a que teve mais projeção. Ou senão a mais divulgada entre elas, pois em 2008 havia a terrível greve dos roteiristas que deixou os fãs sem a sétima temporada de 24 Horas (que havia sido adiada para o ano seguinte). Bem que Jason poderia fazer um crossover com o Jack...


Principais personagens


Jason Blaine


Título: Agente recruta pela CTU, Agente de campo pelo FBI
Data de nascimento: 25 de abril de 1981* (25 anos em Mistaken Identity)
Estado civil: Solteiro; anteriormente noivo
Interesses: Seu cão, caminhadas, motos de corrida em estrada, poker, jogos de computador, praticando no campo de tiro



Jason Blaine serviu quatro anos, com a equipe de franco-atiradores SEALS da Marinha, servindo com eles e teve extenso treinamento com mais de 14 sistemas de armas. Ele então serviu dois anos com a polícia de Los Angeles/SWAT. Depois de arriscar sua vida em um tiroteio banco vicioso, Blaine foi recrutado para CTU Los Angeles. Ele já trabalhou com Alton Maxwell em 24 missões, servindo com ele por quatro anos a partir de Extration.

*Algumas fontes afirmam que sua data de nascimento foi em 21 de abril de 1981.



Alton Maxwell


Título: Vice-diretor da CTU Los Angeles
Data de nascimento: 21 de setembro de 1959 (47 anos em Mistaken Identity)
Local de nascimento: Terre Haute, Indiana
Família: Divorciado, uma filha
Interesses: História dos impérios grego e romano, lendo o grego e o latim, perfeição, e viver o trabalho

Alton Maxwell foi recrutado para a CIA de Notre Dame. Maxwell ensinou farsi, russo e criptografia na universidade. Depois de liderar equipes no Afeganistão durante a guerra com a Rússia, Maxwell deixou a CIA por um título como chefe de segurança em ARMACO na Arábia Saudita. Em 1988, Maxwell se juntou a CIA-FBI contra o terrorismo. Ele começou a trabalhar no escritório da Unidade Contra Terrorismo de Los Angeles, em 2000. A partir de Extration ele vem trabalhando para o governo por 27 anos.


Angie Lawson


Título: Gerente da unidade de vigilância de vídeo da CTU Los Angeles
Idade: 30 anos
Estado civil: Solteira, noiva deixada no altar de casamento
Interesses: Pára-quedismo







Angie Lawson juntou-se ao FBI depois de sua pós-graduação. Angie estudou russo, farsi e mandarim, com a habilidade de ser capaz de ler os idiomas dos lábios das pessoas. Ela passou três anos na sede de contra-espionagem do FBI em Washington, DC. Em 2002, ela foi transferida para a unidade doméstica da CTU em Los Angeles.


Kate Wyman


Data de casamento: 14 de junho de 1976
Local de nascimento: Claremonth, Nova Hampshire
Faculdade: Boston College, bacharelado em Estudos Internacionais (Magna Cum Laude). Mestres de pós-graduação, Harvard Business School
Família: Pais falecidos, dois irmãos mais velhos

Ela é uma agente da FBI durante o Dia 3 de The Rookie. Não há mais informações sobre o seu histórico profissional


Esteban Salazar


Data de nascimento: 22 de janeiro de 1972
Irmãos: Ramon Salazar e Hector Salazar









Quatro anos antes de Extration, Esteban ressuscitou dos irmãos o cartel de contrabando de drogas, matando ou correndo contra os operadores que preencheram o vazio deixado por Ramon e Hector. Ele era casado com Angélica Pollerena Cadiente Salazar.

Curiosidades


  • A linha do tempo de The Rookie nunca foi estabelecida em relação a 24 Horas. Porém há algumas sugestões, como Alton Maxwell ser referido como vice-diretor da CTU Los Angeles em Coffee Run. Tal cargo não foi citado durante o Dia 5, dando a pensar que poderia se passar em torno disso. Fora que durante o Extration, Kate Wyman diz que Alton Maxwell tem perseguido Esteban Salazar desde quando Hector e Ramon foram mortos, estabelecendo que ela ocorre após o Dia 3.


  • Em Coffee Run, no PDA de Jason informa que o dia acontece no dia 15 de janeiro de 2007, o dia em que o primeiro episódio estreou. Além de ser o mesmo que passaram os terceiro e quarto episódio da sexta temporada de 24 Horas.


  • O título de trabalho para Mistaken Identity era No Service.


  • O título alternativo para Mistaken Identity era Get This To... Isto é o que é conhecido como na edição especial do DVD americano da primeira temporada de 24 Horas.


  • Como Extration tinha que coincidir com a 7ª temporada de 24 Horas, houve a mudança da CTU para o FBI. Isso não seria revelado dentro do show principal, até que um ano mais tarde, quando na verdade a 7ª Temporada estreou depois de sofrer atraso devido à greve dos roteiristas na temporada 2007-08 das séries americanas.


  • O ator Jeremy Ray Waldez já havia aparecido em 24 Horas antes de viver na pele de Jason Blaine. Ele foi o engenheiro da Marinha Tim Rooney no penúltimo episódio da 5ª temporada. Além de sua participação em várias séries de TV (como Boston Public, CSI: Miami, CSI: NY, Drake & Josh, Veronica Mars, etc), ele participou de filmes como Constatine (2005) e The Obama Effect (2012).




segunda-feira, 24 de março de 2014

Paul Walker pode aparecer em Velozes e Furiosos 7... Pela computação gráfica!


Na semana passada, Paul Walker foi homenageado pelos atores Tyrese Gibson e Michelle Rodriguez, seus colegas de elenco da franquia Velozes e Furiosos, através de suas redes sociais. Eis que surge a informação de que o ator, falecido em 30 de novembro de 2013 -- vítima de um acidente automobilístico, poderá aparecer nas cenas que virão a ser gravadas para o sétimo longa da franquia via computação gráfica!

A informação vem do site Confidenti@l, do portal de notícias Daily News afirmou que quatro dublês, com o mesmo porte físico de Walker, estariam sendo usados para a inserção do rosto do ator. No entanto, sua voz seria gerada por ferramentas digitais. Uma alternativa que solucionaria o problema da repentina saída do personagem Brian O'Conner.

O caso parecido foi com o ator Phillip Seymour Hoffman, falecido em fevereiro passado, que morreu faltando apenas uma semana para o fim das gravações da franquia Jogos VorazesO tal recurso foi usado em O Exterminador do Futuro: A Salvação (2009), onde o rosto de Arnold Schwarzenegger foi gerado por CG. Isso enquanto o mesmo exercia seu mandato no governo do estado da Califórnia.

Novo vídeo de Marvel Disk Wars: The Avengers

A Toei liberou mais um vídeo do anime Marvel Disk Wars: The Avengers. A estréia acontece no dia 2 de abril pela TV Tokyo. Confira: 

Surrealismo desfoca no penúltimo episódio de Saint Seiya Omega


[SPOILERS]

O episódio 96 de Saint Seiya Omega, exibido neste domingo (23) pela TV Asahi, fugiu novamente das raízes da série original. Ou seja, não tinha nada haver com Os Cavaleiros do Zodíaco. Parecia um episódio de clímax de Digimon ou algo parecido.

O que dizer da morte de Seiya depois de perfurar o peito de Saturno com a Adaga Dourada? Totalmente besta. É certo que Saturno não morreria tão cedo faltando apenas dois episódio pra terminar a série, mas Seiya foi rebaixado muito fácil. Não entendi aquela passagem da Armadura de Sagitário se levantar ainda em pedaços e logo ser derrubada por Saturno. Seria o espírito de Seiya reagindo? Ou de Aiolos?

Os Cavaleiros do Omega tentaram fazer suas partes, mas logo Souma, Yuna, Haruto e Ryuho foram derrotados facilmente. Sobrou para Kouga e Eden, mas foi tudo em vão. Fora que eles perderam tempo tentando despertar o lado de Subaru, mas parece que a ficha dos novatos não tinha caído quanto ao disfarce do deus supremo.

Aquela hora de Saturno petrificar os humanos na Terra foi bem apelão. Tipo, Saori chamar os espíritos dos Cavaleiros para formar uma armadura suprema do Omega. Foi um episódio forçado para um clímax que estava indo bem até o episódio anterior.

Pelo menos pudemos ver que Shiryu, Kiki e Fudô conseguiram sobreviver depois da Exclamação de Atena. E Ikki retornou das cinzas e mesmo consciente enviou o poder do Omega para ajudar o Kouga. Tava com medo que eles não aparecessem vivos até o final. (rsrs)

PS: Seiya, Kouga e os outros ficaram suspensos no ar por um certo período silencioso. Incrível como eles não sofreram nenhuma asfixia. Freud pode explicar?

sexta-feira, 21 de março de 2014

Filmagens de Velozes e Furiosos 7 continuam


Após a morte de Paul Walker em novembro passado, as gravações de Velozes e Furiosos 7 foram paralisadas e sem rumo de continuação até então. Eis que Tyrese Gibson, o Roman Pearce da franquia, publicou em seu Instagram nesta semana uma foto de Dubai, onde a produção foi prosseguida. Na legenda da foto ele diz: "I'm back..........".

Michelle Rodriguez, a Letty Ortis, homenageou o falecido colega em seu twitter com uma foto do elenco dizendo: "With us forever..."

Paul Walker havia gravado o equivalente à metade da película. Por fim, o destino do seu personagem Brian O'Conner será a "aposentadoria" da trama, segundo foi informado pelo Hollywood Reporter.

Velozes e Furiosos 7 estreia nos EUA em 10 de abril de 2015.

Fox e Marvel anunciam datas das sequencias de Quarteto Fantástico, Wolverine, etc.


A Fox divulgou na noite de quinta-feira (20) as datas de lançamento do reboot de O Quarteto Fantástico e da continuação de Wolverine: Imortal e a data de oura produção com a Marvel que segue em mistério. Acompanhe a lista:


  • O Quarteto Fantástico (reboot) - previsto para 19 de junho de 2015. A Fox ainda está escalando o elenco. Sua sequencia também tem previsão: para 14 de julho de 2017.

  • Wolverine - previsto para 3 de março de 2017.

  • Um novo filme da Marvel (a ser anunciado) - previsto para 13 de julho de 2018.


A Fox anunciou ainda as sequencias de Busca Implacável (9 de janeiro de 2015), um novo longa metragem de Ridley Scott* (4 de março de 2016), O Serviço Secreto (antes previsto para março de 2015, foi movido para 24 de outubro de 2014), um novo longa metragem de Vince Vaughn** (antes previsto para outubro deste ano, foi adiado para 6 de março de 2015), e Frankenstein (2 de outubro de 2015)

*Os títulos podem ser Blade Runner; Alien, O Oitavo Passageiro; ou Prometheus.
**Os títulos podem ser Os Estagiários; ou Com a Bola Toda.