quinta-feira, 20 de julho de 2017

Estúdio chinês usa indevidamente a marca Ultraman em nova produção

O Ultraman da Chaiyo
Estava visitando o blog do August Ragone (um dos maiores experts de tokusatsu) e li sobre um novo caso de uso indevido da marca Ultraman. Você deve saber do problema judicial que a Tsuburaya teve que enfrentar com o estúdio tailandês Chaiyo. Uma briga que durou por cerca de dez anos onde a Chaiyo forjou um contrato dizendo, na época, possuir os direitos das seis primeiras séries Ultra (Ultra Q ao Ultraman Taro). Na oportunidade afirmou ter criado o primeiro Ultraman. Tudo na cara de pau, pois sabemos bem que não é verdade.

Surge agora um novo caso onde a franquia é afetada mais uma vez. Ultraman foi anunciado como personagem do próximo filme da série chinesa Dragon Force. O título do mesmo é Dragon Force: So Long Ultraman. Tudo sem a devida autorização da Tsuburaya, que é a criadora/detentora, de fato, do personagem e reconhecida judicialmente, após a disputa com Chaiyo.

O presidente e representante da Tsuburaya, Shinichi O'oka, se manifestou sobre o uso indevido e lamentou. Certamente veremos mais uma exaustiva briga judicial que prejudica mais uma vez o nome de um dos maiores ícones da cultura pop. Fiquemos de olho.

terça-feira, 18 de julho de 2017

O antigo festival de mangá da Toei

Os filmes da edição de 1987
Em 1969, a Toei Animation inaugurou um festival que serviu como uma forma de apresentar suas séries vigentes de então, sempre em períodos de férias. O Toei Mangá Matsuri (Festival de Mangá da Toei). O formato era uma das maiores fontes de receita do estúdio, que produzia em média 1,5 bilhões de ienes, por edição. Os anúncios eram investidos maciçamente em meios como TV e revista.

O evento acontecia simultaneamente nas principais cidades do Japão. Assim o público poderia acompanhar os lançamentos em cerca de 1000 salas de cinema do país. Na maioria das edições a duração do festival era de um mês, para que o público pudesse apreciar as novidades. E como todo bom evento japonês, tinham brindes, pôsteres e outros souvenir para o deleite dos fãs. Em março de 1990 o evento mudou de nome para Toei Anime Fair.

Na época do Toei Mangá Matsuri eram apresentados episódios especiais das séries de anime e tokusatsu. Alguns pareciam episódios curtos ou maiores que o padrão executado na TV japonesa. Por dia eram exibidos cerca de três horas de filmes. Algumas das séries foram exibidas no Brasil como Metalder, Maskman, Jiban, Kamen Rider Black, Dragon Ball, Os Cavaleiros do Zodíaco, Angel, etc. Infelizmente nenhum destes filmes das séries tokusatsu vieram pra cá. Com exceção dos curtas de Cavaleiros (o filme de Abel não fez parte deste circuito) e Dragon Ball tiveram a sorte de serem lançados por aqui em mídias como home-vídeo e TV (incluindo pay-per-view).

Na data de hoje em 1987 foi apresentado uma edição que reunia os curtas de Metalder, Maskman, além dos títulos conhecidos pelo público brasileiro Os Cavaleiros do Zodíaco - O Santo Guerreiro (ou apenas "Saint Seiya" nos anos 90) e Dragon Ball - A Bela Adormecida no Castelo Amaldiçoado, que nada mais serviam como episódios estendidos e que não faziam parte do cânon das suas respectivas cronologias das animações da TV. É preciso que se diga que tem gente que ainda confunde o trailer dessa edição (veja abaixo) como se fosse apenas uma simples divulgação aleatória e com estranheza de desavisados por não ter Kamen Rider Black na lista, já que o mesmo estreou em apenas em outubro do mesmo ano.

Toei Cartoon Festival 1987 por sylvain1985

sábado, 15 de julho de 2017

Universo de Ultraman Geed tem televisores defasados em plena era digital

A bela guerreira Raiha (Foto: Reprodução/Crunchyroll)

A nova série Ultra começou há uma semana e sua introdução caminhando. No episódio desta sexta (14) surgiu a misteriosa guerreira Raiha Toba que carrega uma espada e esperar algum monstro passar pela frente para cortá-lo ao meio. Seu gênio forte é promissor para a trama. Talvez não seja difícil deixar de lado a lembrança da carismática Naomi Yumeno, vivida pela talentosa Miyabi Matsuura, em Ultraman Orb. Mas a atriz Chihiro Yamamoto, de 20 aninhos (fará 21 no final de agosto), já chama atenção por sua beleza, baixa estatura (155cm) e a intrepidez de sua personagem. Não é nenhum exagero dizer que estamos diante de uma nova musa da franquia.

Falando sério. Uma das coisas que me chamaram atenção no novo episódio foi a diferença do universo de Ultraman Geed. Como comentei em outro post, há uma constante presença de televisores antigos. Tipos aqueles que eram vistos entre os anos 1990 e 2000. Pois bem, até aí a gente pode pensar se tratar de uma história que se passar no passado, certo? Só que se repararmos bem vamos perceber que alguns personagens carregam celulares modernos (Smartphone), como é o caso do próprio Riku Asakura, por exemplo. Veja as imagens:

Riku fala ao celular em...
...plena era com.. TV analógica

A título de curiosidade, o sinal analógico foi extinto no Japão em 24 de julho de 2011. Logo não faria sentido um funcionamento de um aparelho de televisão por lá com qualidade analógica em pleno ano de 2017. O porquê desse elemento é algo que poderemos descobrir mais cedo ou mais tarde com o decorrer da série. Em algum ponto de vista da produção deve fazer sentido, já que o universo de Ultraman Geed tem algo peculiar.

PS: Ainda sobre Ultraman Geed, o fandom se dividiu com a divulgação de um projeto, digamos... pirata da série. Até pouco tempo achávamos que o quadro tinha mudado. E isso não se trata em ser contra as fansubs, fazer mimimi, ir pro lado pessoal, criar tretinha, nem muito menos ser um Ratinho ou uma Cristina Rocha da vida. O que não é o objetivo deste blog, veja bem. O fato é que como fãs devemos apoiar/valorizar os materiais oficiais de tokusatsu que estão por aqui no Brasil e que ainda são escassos. No caso da Crunchyroll (sem propaganda), o acesso é irrisório e qualquer um pode pagar a assinatura e ver os episódios saindo uma hora após a exibição japonesa. A experiência é legal e todo mundo sai ganhando com isso.

PS 2: Felizmente há fansubs que são coerentes e apoiam esses materiais sem fins lucrativos e/ou esperar algo em troca. Tudo porque curtimos, divulgamos e queremos ver tokusatsu com qualidade e dinamismo que o streaming oferece de forma justa. 😏

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Assista o trailer do Festival Death Note no cinema

Como anunciado anteriormente aqui no blog, a Sato Company fará uma maratona com os três primeiros filmes live action de Death Note, somente no dia 2 de agosto nas salas de cinema da rede Cinemark de Santa Cruz e Eldorado, em São Paulo. Veja o vídeo:

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Hiiro jamais almejaria seu objetivo em Kamen Rider Ex-Aid

Hiiro se preparando para a transformação

Você deve ter acompanhado o drama de Hiiro/Kamen Rider Brave nos últimos episódios da série. Para tentar recuperar os dados de sua namorada, Saki Momose - que morreu anos atrás - ele teve que se aliar a Masamune Dan/Kamen Rider Cronus. Essa traição foi meio que por livre e espontânea pressão.

Esse preço quase custou a vida de Taiga/Kamen Rider Snipe, que ficou ferido na batalha anterior e teve que ser operado. No fim das contas, tudo dependia de Hiiro salvar ou não o ex-companheiro de profissão. Caso salvasse Taiga, Hiiro perderia sua namorada para sempre. Por fim essa foi a decisão mais sensata e a mais difícil, tanto como médico quanto como herói.

Obviamente não ia dar em nada e de qualquer jeito Hiiro não conseguiria salvar sua amada. Isso porque Dan já tinha tudo armado e sua chantagem era maior. É fácil reparar como ele usou os dados de Saki em seu favor, até mesmo durante o embate contra Emu/Ex-Aid. E quem garante que Dan cumpriria com a palavra caso sua traição fosse mesmo consumada, não é?

Isso é só mais um motivo para Hiiro se vingar logo logo. É só esperar pra ver acontecer. O perdão de Hiiro também pode fazer com que Taiga saia do ostracismo e volte a trabalhar no CR.

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Seiji Yokoyama era gênio e fazia música com alma

Seiji Yokoyama deixou um legado através de séries como Metalder e Cavaleiros do Zodíaco

Ele foi um dos músicos mais brilhantes que já passaram pelo cenário. No Brasil ele é conhecido pelas BGMs de Os Cavaleiros do Zodíaco. Trabalho feito com primazia e que evoluiu na saga de Hades. Não tem como assistir Seiya e cia e não se emocionar, principalmente com as trilhas mais contemplativas. No Japão, Seiji Yokoyama é conhecido trilhas sonoras de diversos clássicos como Captain Harlock, Megaloman e Ohranger.

Teve poucos trabalhos nas séries tokusatsu, porém significativos. Sendo em Metalder o mais marcante. A trilha sonora casava perfeitamente com as situações dramáticas e sombrias que giravam em torno do Homem-Máquina. Apesar do tom melancólico, a trilha sonora ainda emociona com maestria a quem assistiu a uma das melhores séries do gênero. Poética, a trilha sonora de Seiji Yokoyama teve seu momento ápice nos minutos finais da série Metal Hero de 1987. Inesquecível para quem teve oportunidade de acompanhar.

As mesmas trilhas de Metalder foram reaproveitadas em Winspector (de 1990). Apesar de entranho no começo, não demora muito para as conhecidas BGMs do Homem-Máquina caiem como uma luva na trama policial. Seiji também compôs trilhas sonoras próprias para esta série Metal Hero, mas as mesmas trilhas de Metalder souberam combinar com as situações e de maneira própria. Impossível não lembrar referências, principalmente nos episódios 38 e 39, de Winspector, quando os temas de encerramento e abertura são "cantarolados".

Seu trabalho de qualidade inigualável é um legado para os fãs de anime e tokusatsu.

Crunchyroll anuncia Boku no Hero Academia e séries Gundam em português

O canal de streaming Crunchyroll fez dois anúncios importantes neste domingo (9), durante o evento Anime Friends. O primeiro foi o anime Boku no Hero Academia. A série estará disponível no catálogo brasileiro a partir de 15 de julho, quando a primeira temporada estará disponível com legendas em português. Atualmente a série está em sua segunda temporada e os episódios inéditos serão lançados semanalmente aos sábados a partir das 6h30 da manhã.

A outra novidade é o lançamento das séries Gundam, anteriormente anunciadas para o catálogo com legendas em português. Meses atrás a Crunchy lançou estas séries apenas com legendas em inglês. Durante esta semana serão lançadas os seguintes títulos:

Segunda (10) - G Gundam;
Terça (11) - Gundam 00 (Double O);
Quarta (12) - Gundam Build Fighters e Gundam Build Fighters Try;
Quinta (13) - Gundam Seed e Gundam Seed Destiny (HD remasterizado);
Sexta (14) - Gundam Wing e Gundam Wing ENDLESS WALTZ

Segundo a Crunchyroll, mais novidades serão divulgadas ainda durante esta temporada de verão.

sábado, 8 de julho de 2017

Ultraman Geed supera Orb já no episódio de estreia

O filho de Belial se prepara para entrar em ação (Foto: Reprodução/Crunchyroll)

Após meses de ansiedade, a Crunchyroll anunciou na noite desta sexta (7) a transmissão mundial e simultânea de Ultraman Geed. Os mesmos recursos usados no ano passado com o mistério da aquisição de Ultraman Orb. Tudo pra gerar mais e mais expectativas e que funcionou mais uma vez. Felizmente o Brasil também está na lista, o que me deixa bastante contente como fã de tokusatsu.

Sobre a estreia, parece meio estranho a afirmação no título, mas essa é a impressão que a nova série Ultra me passou logo de cara. É claro que cada série tokusatsu tem suas próprias características e peculiaridades. Ultraman Orb tinha um lado mais cômico/carismático que não deixou a peteca cair de jeito nenhum. Seguiu-se firme do início ao fim e soube cativar o público com um número concentrado de personagens principais. Sem contar que a série do ano passado quebrou padrões e fez uma digníssima homenagem aos 50 anos do primeiro Ultraman e sua longeva franquia (que começou antes com Ultra Q, ainda em 1966).

A impressão que Geed deixa é que houve um distúrbio que causou danos no universo com (mais) um ataque de Ultraman Belial. Começa mostrando um atentado à Nebulosa M-78 que resultou na derrota de seus bravos guerreiros. Esse ataque foi sentido na Terra (de algum universo paralelo) e é chamado pela humanidade como Crisis Impact. O que alguns acreditam ser um simples meteorito, mas nada comprovado. Aparentemente a história deve se passar em algum ponto dos anos 1990 ou 2000, considerando o uso do extinto sinal analógico da TV japonesa (sim e com direito à TVs de 14 polegadas).

Era de se esperar que Ultraman Geed pudesse ter elementos sombrios, uma vez que o novo herói é filho de Belial e que também é uma série comemorativa aos 50 anos de Ultra Seven. Um clássico superior ao primeiro Ultraman que carregava nuances de enredos mais sérios e que ainda atrai atenção do público jovem/adulto. Mesmo tendo originalmente o público infantil como alvo. O episódio de estreia deixou mesmo essa marca e foi acima do esperado. Com direito à algumas surpresas. Ainda é cedo pra dizer se a série vai vingar, mas isso não podemos ter dúvida. Ultraman Geed teve uma excelente estreia, nos deu um aspecto mais realista possível. Há um número maior de personagens e cada um tem papel fundamental para o andamento. E é claro, a nova atração em nada desmerece Ultraman Orb. Porém, Ultraman Geed trouxe mais um diferencial que vai mexer com o público de longa data, principalmente. Mais e mais surpresas virão para os amantes das séries Ultra e de ficção científica.

E uma curiosidade: Riku Asakura (interpretado pelo jovem talentoso Tatsuomi Hamada) carrega uma frase de efeito e ao mesmo tempo tao profunda: "Gente parada dorme no ponto!" Com certeza a referência está ligada ao esforço e determinação que cada um de nós temos que ter, assim como os lendários Ultramen nos ensinaram no passado. Vale a reflexão.

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Sato Company promove festival com maratona de Death Note


Death Note: Iluminando um NOVO Mundo terá exibição especial nas salas de cinema de todo Brasil apenas no dia 2 de agosto, através da rede Cinemark. O trailer já pode ser visto nas salas de cinema nas sessões que exibem o filme Homem-Aranha: De Volta ao Lar (também somente pela mesma rede de cinamas).

Além disso, a Sato Company irá promover no mesmo dia o Festival Death Note, nas salas da Cinemark Santa Cruz e Eldorado em São Paulo. Serão exibidos na sequência os filmes live action nos seguintes horários:

14h30 - Death Note (2006)
17h30 - Death Note 2: The Last Name (2006)
20h40 - Death Note: Iluminando um NOVO Mundo (2016)

Confira as artes de divulgação do festival e da pre-venda do filme:




quinta-feira, 6 de julho de 2017

Teaser da animação de Godzilla é emocionante

O famoso kaiju em sua nova versão

São poucos minutinhos, mas suficientes para mostrar que Godzilla: Monster Planet (ou mundialmente como Godzilla: Planet of the Monsters) tem tudo para surpreender. O teaser fala por si próprio que o filme deve emocionar, tanto o público de tokusatsu quanto o de animes.

Este é o primeiro longa de uma trilogia produzida em parceria entre a Toho e a Netflix. As sequencias de ação e as artes da Polygon Pictures (o mesmo estúdio de Knights of Sidonia) garantem uma animação de encher os olhos. O roteirista Gen Urobuchi (de Kamen Rider Gaim e Madoka Magica) também é motivo para aguardarmos uma história acima das expectativas. Assista ao teaser:


Godzilla: Planet of the Monsters tem estreia mundial no dia 17 de novembro pelo canal de streaming Netflix.


PS: No blog do Alexandre Nagado (Sushi POP) tem mais informações sobre a nova produção.